home imagem2

icon facebook  icon youtube

QUEM SOMOS

 

Quem Somos

 

Sobre o Instituto Pró- Livro

O Instituto Pró- Livro – IPL é uma associação de caráter privado e sem fins lucrativos mantida com recursos constituídos, principalmente, por contribuições de entidades do mercado editorial, com o objetivo principal de fomento à leitura e à difusão do livro.

Foi criado em outubro de 2006, como resultado de estudos e conversação entre representantes do governo e entidades do livro, e constitui uma resposta institucional à preocupação de especialistas de diferentes segmentos – públicos e privados – das áreas da educação, cultura e de produção e distribuição do livro, pelos níveis de letramento e hábitos de leitura da população em geral e, em particular, dos jovens, significativamente inferiores à média dos países industrializados e em desenvolvimento.

Concretiza-se num conjunto de estratégias destinadas a promover a competência leitora, os hábitos de leitura e o acesso aos livros, especialmente voltado à inclusão cultural de 70 % da população brasileira que não tem acesso ao livro e aos bens culturais.

O Instituto conta com recursos financeiros das contribuições de seus associados para desenvolver diretamente ou apoiar projetos de estimulo a leitura e promoção de acesso ao livro envolvendo toda a população.

Serão estimulados e priorizados os Projetos e publico alvo que atendam aos seus Objetivos, Estratégias e Plano de Metas, baseado em sua arrecadação anual. Deverão ser privilegiados, como publico alvo as crianças e os jovens, o que demandará mobilizar os principais responsáveis pela sua educação e hábitos de leitura: educadores, pais, bibliotecários, animadores e mediadores de leitura.

Propõe-se a dar agilidade e transparência à execução das ações, oferecendo alternativas para o poder publico e estabelecendo parcerias voltadas a efetiva implementação dos principais Eixos nomeados pelo Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL, priorizando as ações consideradas pelo Instituto como viáveis e essenciais para seus objetivos.

MISSÃO

Contribuir para o desenvolvimento de ações voltadas a transformar o Brasil em um país leitor.

VISÃO:

Ser uma Instituição eficaz e reconhecida pela sua capacidade de buscar recursos e de promover projetos de responsabilidade social junto às entidades associadas do mercado livreiro; bem como, ser reconhecida pela sua capacidade de implementar e apoiar ações voltadas ao desenvolvimento da capacidade leitora da sociedade brasileira; estabelecendo parcerias com entidades Publicas e Privadas, oferecendo efetivo apoio e buscando alternativas para o desenvolvimento de políticas e programas de governo; tornando –se referencia no desenvolvimento de projetos na área do livro e da leitura.

PRINCÍPIOS:

O Instituto deverá orientar suas ações, sempre voltado à promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais.

Atuar com total isenção política, partidária ou quanto a interesses empresariais de seus associados, privilegiando sempre as ações e projetos que atendam a seus princípios; objetivos, plano de ações e metas previamente estabelecidas.

 Transparência absoluta e austeridade rigorosa na gestão dos recursos; pragmatismo e rigor na escolha das ações a serem apoiadas e financiadas.

OBJETIVOS

Contribuir para a melhoria dos indicadores de "letramento" e de hábitos de leitura do brasileiro, como condição de inclusão cultural e desenvolvimento sustentado, por meio do apoio e promoção de ações voltadas a fomentar a leitura e a produção, distribuição e acesso ao livro no Brasil. 

OBJETIVOS ESPECIFICOS 

·        Promover, incentivar e buscar formas de consolidar o hábito da leitura;

·        Promover ações voltadas à melhoria do acesso ao livro;

·        Promover programas de formação de educadores, bibliotecários e mediadores de leitura;

·        Fortalecer a imagem de responsabilidade social empresarial do setor;

·        Propiciar os meios para fazer do Brasil um grande centro editorial;

·        Fomentar e apoiar a criação, a produção, a edição, a difusão, a distribuição e a comercialização do livro;

·        Promover a ampliação da base de apoio ao livro e a leitura, entre as entidades do livro e culturais;

·        Promover ações voltadas à defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico;

·        Promover estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos sobre o tema e que digam respeito as fins sociais; bem como buscar experiências bem sucedidas em outros países.

FORMA DE ATUAÇÃO: 

O Instituto se propõe a desenvolver suas atividades por meio da concepção e/ou execução direta de programas, projetos e planos de ação, ou, a apoiar projetos e programas selecionados, por meio de financiamento, repasses, doações, ou, prestação de serviços de apoio. Para isto, o Instituto, baseado em seu Estatuto, pode estabelecer acordos, convênios e parcerias com empresas e entidades públicas e/ou privadas e sociedades qualificadas como Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) - nacionais e internacionais.

 

 

Sobre nossas crenças

Embora o consenso de que nas sociedades contemporâneas a leitura seja imprescindível para  a formação humana plena, para o desenvolvimento de competências intelectuais e  profissionais, para o exercício da cidadania e, para o desenvolvimento social e humano de nossa sociedade,  no Brasil as pesquisas e as avaliações educacionais apontam para a precária formação de um público leitor e revelam as imensas dificuldades para o sucesso das ações envolvidas na solução do problema.

A leitura – um bem essencial

O domínio da leitura no mundo contemporâneo é essencial para o exercício da cidadania, para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar decisões face à complexidade do mundo atual. Determinante no desenvolvimento cognitivo, na formação cultural, no acesso à informação e ao conhecimento, na expressão e no juízo crítico, entre outros domínios, é uma competência básica que todos os indivíduos devem adquirir para poderem realizar-se como pessoa, como cidadão e como profissional na sociedade contemporânea.

Organizações internacionais, como a UNESCO, consideram-na um alicerce da sociedade do conhecimento, indispensável ao desenvolvimento sustentado, e têm formulado recomendações, dirigidas aos governos, para que a sua promoção seja assumida como prioridade política.

Situação do Brasil

Os resultados globais desses estudos nacionais e internacionais, realizados nas últimas duas décadas, demonstram que a situação do Brasil é grave, revelando baixos níveis de letramento e habilidade leitoras, significativamente inferiores à média de outros países em desenvolvimento, inclusive da América Latina e Ásia, tanto na população adulta, como entre crianças e jovens em idade escolar.

Uma das principais causas do elevado índice de alfabetismo funcional e das dificuldades generalizadas para a compreensão da informação escrita, segundo especialistas, se localiza na crônica falta de contato com a leitura, sobretudo entre as populações mais pobres.

Segundo a pesquisa Retrato da Leitura no Brasil - pesquisa realizada pelo Instituto Pró Livro e aplicada pelo Ibope Inteligência, já em sua 3ª edição (2012) -  o brasileiro lê em média quatro livros por ano, sendo 2.0 livros lidos por exigência da escola, incluindo os didáticos.  Revela também que 88.2 milhões de brasileiros (50% da população), não são leitores (não leu nenhum livro em um período de três meses) Entre os leitores, a media de livros lidos foi de 1.85. São números preocupantes.

Esses estudos confirmam que a exclusão social se agrava com a exclusão cultural, deixando à margem do efetivo letramento cerca de três quartos da população brasileira.

As consequências desse hiato não afetam somente os indicadores da educação no Brasil, mas, infelizmente, explicam o grave quadro social e macroeconômico do país e seu potencial de desenvolvimento.

A situação é, sem dúvida, preocupante. Apesar de Projetos já lançados na última década e de ações isoladas, verifica-se que os resultados são insuficientes e que, para inverter a situação, se torna urgente compreender as razões mais profundas do problema e lançar medidas adequadas e sistemáticas.

Faz-se urgente que, toda a sociedade se envolva e se articule nessa mobilização e em especial ofereça condições para que as escola e as bibliotecas sejam preparadas para intervir na promoção da leitura, desenvolvendo atividades destinadas a cultivar o interesse pelo livro e o prazer de ler.

Todos os esforços devem ser orientados para a superação do hiato cultural e o caminho que vislumbramos é o de contribuir para melhorar a competência leitora dos brasileiros por meio do estimulo à leitura, a produção de textos e do acesso aos livros. Faz-se necessário que se resgate o valor do livro e da leitura no imaginário popular.

 

O objetivo principal é, portanto, o de propiciar o acesso à leitura e ao livro a toda a sociedade, com base no consenso de que competência leitora é recurso indispensáveis na sociedade contemporânea para o desenvolvimento pessoal e a inclusão social. Somente dominando essa habilidade será possível exercer de forma integral sua cidadania, sua criatividade e conhecer os valores e modos de pensar de outras pessoas e culturas e ter acesso ao conhecimento, à herança cultural da humanidade, e conseguir uma posição digna no mercado de trabalho, na sociedade da informação e do conhecimento. É condição para melhorar os indicadores da educação e de desenvolvimento humano do país.

b blogPesquisas e publicações Pró-livro

2016 premio IPL retratos
publicacoes2publicacoes4publicacoes2publicacoes3publicacoes4a

Principais projetos IPL
projetos1projetos2projetos3

 Instalações

instalacao01instalacao02instalacao03instalacao06
instalacao05
instalacao04

Políticas e entidades do livro
politicas1
politicas2
politicas3

 

Entidades fundadoras:     fundadores abrelivros          fundadores cbl          fundadores snel