home imagem2

icon facebook  icon youtube

"Sitio Pró Livro" na VIII REATECH

Instituto Pró-Livro,a convite da Fundação Dorina Nowill,  levou à VIII ª edição da REATECH - contação de história acessivel

"Ainda farei livros onde as crianças possam morar", disse Monteiro Lobato. É com esse espírito que o Instituto Pró-Livro instalou o "Sítio do Pró-Livro" (em estande montado em parceria com a Fundação Dorina Nowill) durante a VIII REATECH – Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, em São Paulo. O objetivo foi  mostrar que a leitura se torna cada vez mais acessível para todos. 
 
Uma contação de histórias, da obra Reinações de Narizinho, foi preparada com o objetivo de despertar o interesse pela leitura de pessoas com deficiência. É curioso lembrar que, no país 2,9 milhões de brasileiros leem através de áudio-livros e 409 mil leem livros em braille. Já, 8% dos brasileiros não leitores justificam que a falta de leitura se dá em razão de limitações físicas, como a baixa visão. Esses dados foram revelados pela pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, encomendada ao Ibope Inteligência pelo Instituto Pró-livro e divulgada em 2008. 
 

Patrocinadas pelo IPL a instalação temática e a apresentação fazem parte das comemorações do bicentenário de nascimento de Louis Braille durante o evento. Os atores se revezaram entre cenário e elementos que criaram sensações no público, promovendo um mergulho no mundo encantado de Lobato. Em trechos de "A pílula falante" foram distribuídas pílulas comestíveis e, em "No reino das águas claras", sons de água corrente e o contato com a água provocaram a sensação de total envolvimento na história. Os participantes tocaram no vestido de baile de Narizinho e exploraram bonecos com mais de um metro de altura dos personagens Emília e Visconde de Sabugosa. 
 
Antes de se despedir da experiência pelas Reinações de Narizinho, o público fez uma visita a cozinha de Dona Benta, explorando objetos que remetiam ao estilo dos sítios da época. Os aromas e sabores também compuseram o ambiente, e um delicioso bolo de fubá como os preparados por Tia Nastácia, foi servido aos visitantes. 
As contações tiveram duração de 30 minutos, e foram apresentadas de hora em hora, no Sítio do Pró-Livro (vizinho ao estande da Fundação Dorina Nowill), todos os dias do evento. Tradutores de libras também participaram das apresentações. 
 
DOAÇÃO IPL - Mil exemplares da obra Reinações de Narizinho, editados com o patrocínio do IPL em braille e falado, foram distribuídos gratuitamente aos deficientes visuais. 
 
Outra importante iniciativa da Fundação Dorina Nowill no estande foi o lançamento dos primeiros livros digitais acessíveis com a tecnologia Daisy em língua portuguesa. Também estiveram a disposição do público livros no sistema braille, revistas e livros falados e um espaço com monitores que deram dicas, esclarecimentos e troca de experiências sobre questões relacionadas a deficiência visual. 
 
Confira algumas fotos do estande do IPL em parceria com a Fundação Dorina Nowill na VIII Feira Reatech, clicando aqui.

 

b blogPesquisas e publicações Pró-livro

2016 premio IPL retratos
publicacoes2publicacoes4publicacoes2publicacoes3publicacoes4a

Principais projetos IPL

publicacoes5 plataforma
projetos1projetos2projetos3

 Instalações

instalacao01instalacao02instalacao03instalacao06
instalacao05
instalacao04

Políticas e entidades do livro
politicas1
politicas2
politicas3

 

Entidades fundadoras:     fundadores abrelivros          fundadores cbl          fundadores snel